Fábulas para crianças!
Fábulas para crianças!

Por Padmini

 

Pela permanência tão extensa das fábulas em nosso repertório cultural já podemos ter um noção da grandiosidade desses textos.
As fábulas de Esopo datam do século V a.c, já foram reeditadas e adaptadas inúmeras vezes, ao longo desses milênios. E permanecem vivas e bem pertinentes.
Mas não confunda fábulas com conteúdos moralizantes (sabe esses às vezes até chatos e pedantes?). Na verdade, as fábulas trazem grandes verdades sobre a natureza humana, além de percepções aguçadas e perspicazes sobre a convivência e os relacionamentos.
Os animais aqui é que “pagam o pato”. Recebem características boas e ruins da personalidade humana e se tornam protagonistas dessas historietas.

Nós recomendamos livros de fábulas para estarem sempre na cabeceira. Ou no banheiro, ou na mesa da sala, enfim, em um lugar de fácil acesso. Como são várias histórias bem pequenas, com enredo e lógica envolvente, isso é garantia de sempre ter um universo ficcional pra mergulhar, refletir e se divertir. (Sim, muitas vezes, as fábulas são bem divertidas!).

Para entrar nesse universo, segue nossa dica de dois livros de fábulas, um bem clássico e outro mais moderno, adaptado!
 —

Fábulas de Esopo – Companhia das Letrinhas
Fábulas de Esopo - versão clássica!
Fábulas de Esopo – versão clássica!
Essa edição é simplesmente linda!
As ilustrações foram retiradas de edições antigas, impressas desde a metade do século XIX até hoje.
O formato segue o modelo tradicional, quando a história vem seguida de uma frase de conclusão e reflexão no final: a famosa “Moral da história”.
Pode apostar que as crianças gostam de ver os animais nessas situações inusitadas.
E de que os adultos também vão ter diversos “insights” e percepções sobre a vida humana, durante a leitura.

 

 

Fábulas: A rosa e a borboleta.
Fábulas: A rosa e a borboleta.

 

Fábulas – Monteiro Lobato – Globo Livros

 

Fábulas, por Monteiro Lobato.
Fábulas, por Monteiro Lobato.
Clássicos em dose dupla!
Aqui, além de conhecer as fábulas de Esopo, as crianças podem ter a alegria de chegar mais pertinho da turma do Sítio do Pica-pau amarelo.
Vemos Dona Benta, com as crianças ao seu redor (e também Emília, Tia Nastácia, Visconde), contando essas fábulas.
O diferencial aqui é perceber as reações das histórias nos ouvintes de Dona Benta.
E também as adaptações e versões apresentadas pela boa senhora.
Vamos notando que o leitor não é passivo, que o leitor não precisa sequer concordar com a moral ou ensinamento da história.
Pois vocês acham que Emília e toda turma iriam simplesmente aceitar calados toda essa “moral”?
O resultado é divertido. E um convite ao leitor para também refletir e emitir sua opinião.

 

Em volta de Dona Benta!
Em volta de Dona Benta!

QUER RECEBER MAIS DICAS DE LEITURA? CLIQUE AQUI:

PARA COMPRAR:

Comments
Fábulas para ler sempre!
Classificado como: