img_20161212_162800409-01

 

Por Padmini

 

Não é à toa que o livro O MENINO E SOM é todo em preto e branco.
Essa opção gráfica indica a forma como viviam os moradores da pequena vila onde se passa a história. Pois lá as pessoas não conheciam a música.
Havia sim barulhos e ruídos diversos, mas não havia melodias de nenhum tipo. O que significa que eles não conheciam canções de ninar, cantigas de roda, bandas, orquestras, trilha sonora.
Nada disso.
No entanto, um dia um menino ouviu um som dentro de si.
Mesmo com silêncio fora, havia um som que persistia dentro dele.

 

img_20161212_162026205_hdr-01
A história nos mostra a perseverante tentativa do menino de explicar aquele som para sua família e comunidade. Mas ninguém podia entender.
E inclusive o julgaram por isso: “Será que algo de errado com ele?”
Acontece que as pessoas não poderiam mesmo entender, porque a arte não fala a língua da lógica.
A música tem esse aspecto que não é da ordem da mente, do vocabulário, das palavras explicáveis.
E o som que ele ouvia dentro dele era, sim, música!

 

img_20161212_163450022_hdr-01
O menino fica triste por não ser compreendido.
Mas persiste.
Até que consegue dar forma àquilo que seu coração lhe sussurrava. E a música nasce!

 

img_20161212_161530621_hdr-02
Livro cheio de belezas, com texto bem bom para ser lido em voz alta.
Para músicos, artistas e todo aquele que acredita nas surpresas, nas novidades, na linguagem do coração e em tudo aquilo que ultrapassa o óbvio.

O MENINO E O SOM

Texto e ilustrações de Eduardo Solá

Editora Metanóia

PARA COMPRAR, clique aqui.

QUER RECEBER NOSSAS DICAS DE LEITURA? DEIXE SEU EMAIL!

Comments
O menino, a música e a linguagem do coração
Classificado como: